Explorar e “Descomplicar”

Questões aparentemente complicadas:

O rapaz tem demasiada energia para gastar (a energia pode ser em demasia? Talvez não!)

O rapaz devia fazer um desporto de equipa para gastar essa mesma energia e ao mesmo tempo cumprir as regras da equipa mas…NÃO QUER!

O rapaz exige (com razão) tempo de qualidade com a mãe que chega ao fim do dia a cair para o lado e nem sempre com vontade de brincar aos polícias!

Entre o trabalho e o rapaz não sobra tempo para a mãe fazer algum exercício que só lhe faria bem!

 

Solução (aparentemente) óbvia:

A mãe ir passear com o rapaz!

No campo não há o íman do sofá a puxar-nos para ele nem o jantar por fazer (e não, não ficámos sem jantar quando chegámos a casa).

Fazer 1 ou 2kms na companhia do rapaz afinal é super divertido, não cansa como fazer exercício “a sério” e ao mesmo tempo a mãe mexeu-se e até fez uma corrida (penso que não chegou a 10metros e empatou com o rapaz de 6 anos…mas fez!). Ok…não é o mesmo que ir ao ginásio mas entre isso e o jantar ou o sofá o corpo agradece! Ah…e é mais barato!

O sorriso na cara do rapaz a dizer: “vamos explorar” pagaria qualquer cansaço inexistente.

O ar puro do campo faz bem a tudo (até à constipação com que o rapaz estava).

E assim numa hora mãe e rapaz passam tempo de qualidade juntos, fazem exercício, gastam energia acumulada, divertem-se, respiram ar puro que ainda existe, apanham bolotas (talvez para uma próxima actividade ExplorAlentejo…mas não a mãe não estava a pensar em trabalho…), são felizes…

Já exploraram esta semana? Nós já…é já ali…